Por Diana Morais
Coach Executiva / Coach de Consciência / Coach de Liderança / Consultora Organizacional 

“Um líder é melhor quando as pessoas mal sabem que ele existe, quando seu trabalho é feito, o seu objetivo cumprido, eles vão dizer: fomos nós que fizemos”  Lao Tzu

Muito se diz a respeito de liderança hoje em dia. De acordo com uma pesquisa realizada pela Harvard, há mais de 15’000 livros sobre o tema, e mais de mil artigos publicador por ano (Schinagel, 2017).

Este texto é uma breve reflexão sobre o que líderes e super-heróis tem em comum. O maior mito sobre liderança é que lideres já nascem com tal genética para o posto, o que não faz sentido algum. Um líder é atribuído com essa identidade baseado no que projeta para o mundo, consciente ou inconscientemente, e no que as partes envolvidas refletem, tal como um espelho. Quando nos olhamos no espelho, há partes que não enxergamos, e que não deixam de existir por isso, e estas partes serão refletidas no ambiente profissional e/ou pessoal de acordo com nossa atitude, e repito, de forma consciente ou inconscientemente.

O termo herói para os gregos é aquele que exerce a função intermediária entre o humano e o divino. Sendo divino aquilo que não podemos ver ou tocar,  ilustrado pela identidade secreta dos personagens em quadrinhos.  Quando os heróis em quadrinhos se revelam, se tornam  vulneráveis pois expõem seu lado humano e suas fraquezas, como por exemplo as pessoas que são importantes para eles.

No contexto do mundo corporativo,  quando um líder se vangloria de suas benfeitorias,  já não esta mais agindo como tal,  estará cumprindo parte  da função de marketing da empresa. Quando age com autêntico interesse pelo melhor da empresa (ou da familia, ou da sociedade), o efeito será vivido de forma coletiva. É quase imperceptível, mas  o líder transcende o aspecto limitado e repetitivo (como por exemplo, a zona de comforto) com uma ação de força de vontade, disciplina e paciência.

Mude agora e viva outro efeito.

*http://www.extension.harvard.edu/professional-development/blog/paradox-leadership