Click here for English version
Cliquez ici pour la version en français

Por Diana Morais
Coach de Consciência

“Não se pode ensinar nada a um homem; só é possível ajudá-lo a encontrar a coisa dentro de si” Galileu Galilei

Sempre que algo não sai como gostaríamos, adoramos pensar que se alguém tivesse avisado antes, as coisas teriam sido diferentes. Nossos pais são nossos culpados favoritos em nossas tramas de auto-sabotagem. Parafraseando J.K. Rowling no seu discurso para formandos da Harvard, existe uma data de validade em culpar nossos pais por nossas decisões e desistir de nossos sonhos.

Somos todos especialistas em dar conselhos, não é mesmo? Ensinar as pessoas que amamos como devem lidar com suas questões é  entendido quase como uma obrigação. Se ao menos estivéssemos realmente ensinando alguma coisa, não viveríamos contratempos aqui e ali em nossas vidas. Bastaria seguir o conselho de outra pessoa mais experiente sempre.

Podemos explicar cem vezes como um bebê deve fazer para andar, ele irá aprender somente com o seu próprio esforço. Ensinamos muito mais quando realizamos a versão crescida de andar. O progresso acontece entre o espaço do esforço que fazemos e em se harmonizar com o resultado, independente do que seja. É assim que acontece a verdadeira mudança: quando nos abstemos de controlar os outros, para controlar o nosso desejo pelo melhor. A sensação de vulnerabilidade é substituída por um sentimento de amadurecimento, não importa que idade tenhamos.

Mude agora e viva outro efeito.