Click here for English version
Cliquez ici pour la version en français

Por Diana Morais
Coach de Consciência

Já perceberam que com frequência consideramos apenas dois lados para as situações? Sempre haverá  uma variação de interpretações sobre um mesmo fato. Mas nada no universo é preto ou branco, bom ou ruim, certo ou errado… Há uma pluralidade de atitudes de como chegar de um lado ao outro. E existe também um valor maior em potencial para a situação toda. Mas este valor maior só é alcançado em conjunto.

Um grupo de pessoas pode odiar fortemente a cor laranja e criar os argumentos mais incríveis por querer banir esta cor do planeta. Os que defendem a cor laranja querem se proteger dos ataques do azul, e se sentem superiores pois muita gente sofre com essa violência. Se convencem de que os argumentos laranjas têm mais peso do que o azul. Acontece que uma nova cor em potencial existe independente da existência do azul e independente dos que odeiam o laranja. Além do que  entre a tonalidade azul e o laranja, pergunte à Pantone quantas variações existem. Se as duas extremidades (re)agem da mesma maneira, as duas têm o mesmo valor.

Uma não precisa diminuir a outra para se sentir valorizada porque juntas podem criar uma  outra tonalidade. Caso contrário só deterioramos o planeta quando não sabemos lidar com as diferenças.

No master em “coaching e agente de mudança” que curso neste momento na INSEAD em Fontainebleau, a diversidade é pre-requisito para montar uma classe. É a diferença e a diversidade que faz a experiência mais enriquecedora, pois todos têm algo a agregar, por mais distinta que seja sua origem e opinião.

Se hoje em dia é raro observar o respeito mútuo em uma familia, não tem perigo de você agir com tal integridade em seu circulo social. Se observe em primeiro lugar, pois o que fala mais alto não seus argumentos e sim sua atitude. Sabe aquele frase clichê: sua atitude determina sua altitude? Só que não existe hierarquia no universo, somos todos essencialmente e potencialmente iguais. O que faz um ter sucesso ou não, ser feliz ou não, é o respeito que cada um tem por si e consequentemente pelos outros. Só assim criamos um valor maior e um mundo melhor.

Mude agora e viva outro efeito.