Click here for English version
Cliquez ici pour la version en français

By Ary Alonso Millan(†)

A ciência médica já alcançou um nível de conhecimento suficiente para dar mais respostas do que o senso comum pode perceber. Por uma simples razão: falta-nos abertura na consciência para jogarmos fora todos os dogmas e crenças.

Já sabemos que o “organismo humano”, ou melhor, atômico, pode se regenerar e se reconstituir completamente. De fato, já fazemos isso quando renovamos todas as nossas células do intestino em apenas alguns dias, assim como de outros órgãos, até que todo o corpo esteja renovado e novinho em folha.O processo de envelhecimento, de entropia e degradação celular, acelera quando acaba a juventude, mas não por alguma incapacidade do sistema de reparos, e sim por uma questão de mudança na nossa consciência.

Acreditamos que é assim, e a primeira coisa que precisamos fazer é parar de acreditar ou duvidar de qualquer coisa na vida.Podemos aprender a observar e experimentar, o que nos dará um novo conhecimento. Eu sei ou não sei.

No entendimento de como funciona o universo, buscamos viver por meio das verdades, entendidas ou contidas na Lei de Causa e Efeito. É possível identificá-las facilmente. Funcionam como o sol, que nasce todo dia, independentemente do que pensamos a respeito. A lei da gravidade não pergunta o que achamos de tomar um tombo. Verificamos, simplesmente, os acontecimentos e abandonamos o “eu acho isso ou aquilo”.

A cada instante, estamos nos curando ou reparando algo “danificado” no corpo e não questionamos o fato de que isso é uma realidade independente de qualquer ação médica.Em vez de acreditar que vamos superar um resfriado, nós sabemos que é possível. O nosso sistema de reparos está pronto para reparar todos os males físicos e psíquicos. Basta conhecer nossa verdadeira capacidade e jogar fora qualquer tipo de crença.