Click here for English version
Cliquez ici pour la version en français

Por Diana Morais
Coach de Consciência

As redes sociais mudaram nossa forma de se relacionar. Reduziram o intervalo entre tempo e espaço em nossas comunicações, podemos interagir instantaneamente com amigos e familiares, em quase todas partes do mundo. Mas também fizeram com que perdêssemos perspectiva de quem nós somos e de qual é o nosso propósito.

Damos muito mais importância aos acontecimentos espalhados pelo mundo, permitimos que uma enxurrada de informações invada nossas telas e nossas mentes, causando outra enxurrada, em nossos cérebros, de dopamina e prazer, tornando este comportamento compulsivo difícil de controlar. Estamos todos ocupados sendo solidários e declarando opiniões para conquistar algum espaço entre nossos Faceless friends, mas não conhecemos o nome do vizinho. Estamos todos conectados mas de fato, falamos apenas com nós mesmos. Mostramos nosso melhor lado nas telinhas, mas não temos conexões verdadeiras. Isso requer algum tipo exposição e vulnerabilidade, o que daria muito trabalho para nossa condicionada e preguiçosa inteligência física, nosso corpo.

Ser sensível é enxergar a realidade, ver o que está por trás daquela cena que irá se dissolver em um segundo. É perceber que o presente é apenas o desdobramento de (temporária ou permanente) escolhas que fizemos. A melhor coisa é assumir a responsabilidade absoluta por tudo o que vivemos, porque nos coloca na plataforma para uma nova “dimensão”, pelo menos no nível de maturidade em nossas relações. Lembraremos que precisamos um do outro, para aprender o que podemos mudar, para melhorar nossas vidas e nossos relacionamentos já que estamos conectados além de nosso perfil social.

A força desta conexão torna qualquer Wi-Fi obsoleto, não dependemos disso para mudar e viver nossos desejos.

Mude agora e crie outro efeito.