Cliquez ici pour la version en français

Por Diana Morais
Coach de Consciência

Agimos como os carentes do planeta e queremos ter controle de nossas vidas com algum preenchimento que vem de fora. Aliás, o que todo ser humano tem em comum? Falta! Até para aqueles que não falta dinheiro, cuidam de se blindar pois falta segurança. Se falta saúde, dinheiro, confiança, segurança ou um relacionamento amoroso, é porque antes de tudo, falta amor próprio e como consequência, amor pelos outros.

Quanto mais agimos pela falta de alguma coisa, mais nos afastamos de nosso propósito no mundo atômico e atrasamos nosso amadurecimento. A consciência vital, nossa inteligência metafísica, não se alimenta de nada exterior, como namorados, relógios, bolsas, meditação ou anti-depressivos. Como sabemos, vícios nunca se satisfazem. E essas coisas não podem ser a fonte que alimenta a falta de felicidade.

O que falta mesmo é coragem e disciplina de mudar a si próprio e abandonar a arrogância de querer corrigir a tudo e a todos. Para isso não faltam desculpas, os controladores de plantão sempre têm mais uma justificativa para não fazer o que deve ser feito em suas próprias vidas.

Falta respeito por si próprio, falta responsabilidade pela própria vida. Falta consciência de se abrir e enxergar a figura completa, este é o trabalho de cada um no mundo físico. As mensagens sobre as questões que devemos amadurecer estão piscando en neon através dos acontecimentos e da realidade em que cada um vive. Falta abandonar crenças estúpidas e abertura para aprender com o funcionamento do universo: causa e efeito, revelado e oculto, semente e fruto.

Quando o Sol se põe todos os dias, não precisamos acreditar que nascerá amanhã novamente pois conhecemos o processo. É uma falta temporária, assim como qualquer outra falta. Agora, use este conhecimento no seu dia a dia, se sentindo preenchido com você mesmo, por mais que o mundo afora pareça cheio de faltas.

Mude agora e viva outro efeito.